jan 15, 2016
staff

Expedição Ilha de Boipeba / Bahia abril 2016

1

Dizem que a felicidade só é completa quando compartilhada! Então desde o ano passado tenho feito expedições em grupo, onde eu a e operadora de viagens Freeway levamos remadores para explorar de SUP destinos especiais. São pessoas que já tem contato com o SUP,  que curtem natureza e compartilham o prazer de remar, principalmente em ambientes preservados, como este que vistamos desta vez. Para mim uma experiência incrível pois tenho a oportunidade de passar muito do que aprendi durante todos estes anos nos esportes de aventura e nas travessias que já fiz pelo mundo.  Tudo isso, sem correria, com muito planejamento, segurança e em destinos espetaculares, escolhidos a dedo para que possamos aproveitar ao máximo a natureza e a companhia daqueles que curtem o SUP!

Bom, agora vou contar como foi nossa viagem… Imagine um pedacinho do paraíso onde o turismo desenfreado ainda não chegou, uma ilha onde não é permitido carros, vilas de pescadores tradicionais com uma rica cultura local e paisagens de tirar o fôlego, pois foi isso que encontramos!

Localizada ao sul da Bahia, na região da costa do dendê, Boipeba é uma ilha que oferece uma série de ecossistemas para explorar de SUP: rios, manguezais, praias desertas e piscinas naturais. A expectativa estava lá em cima e ela foi atendida em tudo que esperavamos!

Nossa base foi na praia da Boca da Barra, como o próprio nome diz é uma boca de rio, estávamos super bem posicionados onde podíamos escolher para onde íamos remar, seja no mar ou pelo rio. A nossa pousada, Santa Clara, além de oferecer quartos deliciosos e super aconchegantes, contava com um restaurante que é conhecedo como o melhor da ilha. Cada dia um cardápio diferente e um prato melhor que outro…sempre difícil de escolher!

Escolhemos os SUPs infláveis da Brazzos para nossa aventura, pois eles oferecem a qualidade, resistência e os modelos ideais para nossa aventura. Eles nunca nos deixaram na mão e isso é importantíssimo em uma viagem como a nossa.

2No primeiro dia fizemos algumas remadas de reconhecimento do local, incluindo um passeio bem legal pelo manguezal. Estas remadas são importantes para que o grupo/equipe se adapte aos equipamentos, para nós combinarmos toda a comunicação do grupo/equipe na água (exemplo: sinalizações com remo e comunicação à distância) e todos os procedimentos de segurança. Bom e também para curtir pois esse é nosso principal objetivo! A integração da equipe sempre acontece muito rápida e por conta disso costumo chamar de “equipe” e não apenas de grupo…isto por que todos passam a se ajudar, colaborar, trocar informações e entendem que este é o espírito de uma viagem de aventura.

12

3

Já no segundo dia tivemos uma remada um pouco mais longa. Afinal todos estão lá por que querem remar, chegam cheio de energia e expectativa. A travessia do Moreré foi  emocionante, pois pegamos uma corrente forte logo de cara. Mas logo depois quando todos se reuniram perto da barco de apoio um golfinho apareceu para nos dar as boas-vindas e desejar boas remadas ao grupo. Foi bem especial pois golfinhos sempre trazem alegria e boas energias! Eles sempre aparecem nas minhas travessias e desta vez não foi diferente! Seguimos  adiante passando por praias lindíssimas, uma mais bela e preservada que a outra! Entre elas destaco a praia de Cueira, uma longa extensão de areia o coqueiros que enchem nossos olhos e da aquele “clima” baiano. Nosso lema era: “Sorria, você está remando na Bahia!” E assim fomos trilhando nossa viagem intercalando as remadas com a boa culinária local, passeios, trilhas, caminhadas e também muito papo bom sobre stand up paddle e todo o universo deste esporte incrível.

8

3

10

Abaixo o visual das famosas piscinas naturais do Moreré, uma área com muitos peixes e corais onde paramos para fazer snorkel. Isto por que queremos explorar o oceano por cima, remando, mas abaixo também, mergulhando. Esta foi uma parada estratégia onde saímos de barco logo cedo para remar do outro lado da ilha, mas como sabíamos que a maré estaraia ideal para este mergulho nos organizamos para ficar ali um tempinho. E o melhor, não havia nehum outro barco, só nós no paraíso, digo isso pois estas piscinas são um ponto turístico e apesar de Boipeba ser uma APA (Área de Preservação Ambiental) as pessoas querem desfrutar de uma lugar tão lindo! A alta temporada é no verão onde os turistas que estão em Morro do São Paulo vem passar alguns dias na ilha, mas fora isso, é bem tranquilo e este é um dos grande diferenciais deste destino.

9

6

11Aqui em cima nosso grupo: Neusa, Natalina, Fabio, Kety, Thais e nosso guia local que sabe tudo de Boipeba, o Marquinhos. Neste dia depois de uma super remada paramos para curtir um pouco a praia, degustar um peixinho, lagosta e outros quitutes. Essa era a nossa rotina e não tem nada melhor para renovar as energias para quem vive em uma metrópoli ou para quem quer conhecer um novo destino…e se for de SUP melhor ainda, não é?

Na imagem abaixo, o visual que fica difícel deixar para tras…a tranquilidade de um paraíso preservado. Até a próxima Boipeba, voltamos em novembro!! Ôba!! 5

Se você curtiu esta experiência e tem interesse em participar de uma viagem com SUP da Freeway, entre em contato conosco:

Meu e-mail: contato@robertaborsari.com.br        Freeway Sportswww.freeway.tur.br ou tel.: 5088-0999

Deixe um comentário

espn - programa planeta expn

Planeta EXPN - 2011

woohoo - programa na cola

woohoo - programa na cola

revista náutica

Em breve




SUP com golfinhos






UOL

Mormaii Saúde

Board House

Surf Travel

Rádio Eldorado

Radical Life

Rios Montanhas